domingo, 29 de agosto de 2010

Bubbly (Colbie Caillat)

Will you count me in?

I've been awake for a while now
You've got me feeling like a child now
'Cause every time I see your bubbly face
I get the tingles in a silly place

It starts in my toes
And I crinkle my nose
Wherever it goes I always know
That you make me smile
Please stay for a while now
Just take your time
Wherever you go

The rain is falling on my window pane
But we are hiding in a safer place
Under covers staying safe and warm
You give me feelings that I adore

It start in my toes
Make me crinkle my nose
Wherever it goes
I always know
That you make me smile
Please stay for a while now
Just take your time
Wherever you go

What am I gonna say,
When you make me feel this way?
I just ... hum ...

And it starts in my toes
Makes me crinkle my nose
Wherever it goes
I always know
That you make me smile
Please stay for a while now
Just take your time
Wherever you go

I've been asleep for a while now
You tucked me in just like a child now
'Cause every time you hold me in your arms
I'm comfortable enough to feel your warmth

It starts in my soul
And I lose all control
When you kiss my nose
The feeling shows

'Cause you make me smile
Baby just take your time now

Holding me tight...

Wherever, wherever, wherever you go
Wherever, wherever, wherever you go
Wherever you go, always know

'Cause you make me smile
Even just for a while...

*~~

Bom. Sem maiores considerações a fazer hoje. =D
Peguei a letra do http://www.letras.terra.com.br/ pq obviamente não ia digitar tudo isso. rs.

terça-feira, 24 de agosto de 2010

Algumas pessoas...

Algumas pessoas me dão náuseas.
E isso é especialmente acentuado nas primeiras horas da manhã. ¬¬

segunda-feira, 23 de agosto de 2010

Noite de domingo. Manhã de Segunda.

Ta aí. Ô Maniazinha cretina essa minha de pensar várias coisas ao mesmo tempo.
As vezes me disponho a escrever aqui motivada por um fato, um assunto, um algo qualquer. Mas, assim como meus pensamentos, a coisa toda desanda e saem informações e conclusões misturadas e irrelevantes para o assunto inicialmente proposto. E agora nem ao menos tenho um assunto em foco. Isso tudo aqui é apenas resultado da hiperatividade dos meus dedos, certeza.

Daí que eu não proponho mais nada. Vamos deixar assim. Eu vou digitando, alguém vai lendo. De alguma forma a coisa toda vai fazer algum sentido.

Eu poderia ter um diário. Já tentei até. Com aquela coisa toda de colar papeizinhos, e descrever sentimentos e acontecimentos. Nunca fluiu. Essa coisa toda dos diários, era por algum motivo (não compreendido até hoje) desinteressante pra mim. Só tentei mesmo por pressão social... rs* Chegar todo dia e ficar contando minha vida para um diário... E depois ter aquele medo de quem alguém leia, só servia para ler anos depois e pensar, como já fui (mais) inocente! E que letra feia... Nunca fui uma garota de diários.

Era uma garota de papeizinhos. Bilhetinhos. Notas e post its. E mesmo esses nunca eram guardados por muito tempo. Mas por aquela coisa de ter que escrever e materializar os pensamentos, e ver então algum sentido neles, que já me peguei escrevendo a esmo, infinitas vezes. E faço isso até hoje. Sou, atualmente, uma mulher de papeizinhos.

Gosto de escrever, e me expressar. Acho importante, e acho tb que todos deviam tentar. De qualquer forma que seja. Às vezes rio sem parar (e aparentemente sem motivo, o que, casualmente, gera desespero nas pessoas. rs*), danço, estalo os dedos, pisco, pulo, canto, escrevo ou falo, falo e falo... Sutilezas da vida. Coisas que não tem preço, nem regras.

Tenho muita certeza de que sentimentos precisam ser expressados, e vividos, claro. Diário é feito para as lembranças, mas estas precisam ser guardadas no coração. Elas só tem sentido aqui dentro.

Pra mim a vida é assim. Tem que ter sutilezas e uma coisa qualquer de indefinição. Um sabor de novidade, um gosto de aventura, em meio aos compromissos e obrigações.
A rotina, no fim das contas, é boa. Ela permite que exista a ansiedade, o frio na barriga, a emoção de esperar pelos momentos bons. Não sei quem inventou, mas é verdade o que dizem sobre a felicidade só gerar felicidade pq conhecemos o seu oposto. Sem o ruim, o bom não seria tão bom, seria o comum. Sem as lágrimas, o sorriso não traria arco-íris à alma.

***   ***

~ Porque eu sou do tamanho do que vejo. E não do tamanho da minha altura. ~
(Fernando Pessoa)

quarta-feira, 18 de agosto de 2010

Paciência. (Lenine)

Mesmo quando tudo pede
Um pouco mais de calma
Até quando o corpo pede
Um pouco mais de alma
A vida não para...

Enquanto o tempo
Acelera e pede pressa
Eu me recuso faço hora
Vou na valsa
A vida é tão rara...

Enquanto todo mundo
Espera a cura do mal
E a loucura finge
Que isso tudo é normal
Eu finjo ter paciência...

O mundo vai girando
Cada vez mais veloz
A gente espera do mundo
E o mundo espera de nós
Um pouco mais de paciência...

Será que é tempo
Que lhe falta para perceber?
Será que temos esse tempo
Para perder?
E quem quer saber?
A vida é tão rara

Tão rara...*~

segunda-feira, 9 de agosto de 2010

Borboletas.

Definitivamente existe algo que me incomoda deveras. Não, não são as borboletas. Mas sim o fato de a tal sensação de "borboletas na barriga", em mim, as vezes parecer mais como a sensação de gaviões, tucanos ou, quem sabe, até urubus na barriga.

Isso quando eles se limitam a barriga, por vezes querem desbravar partes ainda desconhecidas e bem importantes do corpo, tais como, coração e cérebro. Inventam de causar as mais indevidas reações fisicas e psicologicas, nos períodos mais inoportunos.

Considero insensatez ser incoerente, e extremamente desagradável descobrir-se pensando, falando e agindo de formas completamente opostas. Gostaria (ou não) de ser coerente sempre, mas não sou. É, talvez ninguém seja.
Só que o mais decepcionante de me perceber assim em algum momento, ou com relação a algo, é notar que não dá pra controlar tudo. E realmente não dá pra evitar certas coisas, certas vezes, por mais que haja certa intenção.

Isso é bom, e ruim.
Me faz ser feliz e infeliz.
Me faz estar alegre e triste.
Me faz amar e odiar.
Me faz desejar e repudiar.

Isso é estar vulnerável. (parte ruim)
Isso torna a vida imprevisível. (parte boa)

Surpresas nos fazem sentir vivos e interessados. Despertam a sensação de que tudo realmente vale a pena. E, contraditoriamente, conferem mais sentido as coisas.
Começo a acreditar que seja justamente essa a graça da vida. Mas isso não me impede de me incomodar com a vulnerabilidade. Principalmente quando ela é minha.

~*

¹Penso, logo não durmo.
²Sinto, logo não penso.
³Durmo tarde, logo amanhã terei sérios problemas.

quinta-feira, 5 de agosto de 2010

Aniversário.

Bom, meu aniversário. Recebi muitos sorrisos, abraços, felicitações, chocolates, roupas, flores, sabonetes, sms, scraps, ligações e promessas de presentes que ainda serão entregues (heey, cerejeira!).
Senti aquela sensação de um novo ciclo (semelhante aquela do reveillon). Nova idade, novo número, novas responsabilidades, anseios, células, hemácias, glândulas, regenerações e degenerações típicas do organismo.

Refletindo sobre esta data tão especial, rs, conclui que não haveria nada mais pertinente para mencionar do que o signo. E o que é isso todo mundo sabe. Quer dizer, sabemos de forma geral, ou pelo menos a parte que dá para entender.
Alguém, em algum momento da existência inventou identificou 12 tipos de signos, e de acordo com a posição de astros e sei lá mais o que no céu, no momento do nascimento de alguém, pode-se supor suas principais características,  qualidades, defeitos, preferências e por aí vai. E o mais incrível é que em grande parte das vezes podemos observar coincidentes semelhanças em pessoas de nascimento sob a regência do mesmo signo. Daí em diante muitas outras coisas foram inventadas descobertas, tais como horóscopos e bla bla bla Whiskas Sachê.
Como nenhum desses ramos mais "astrais" da coisa parece ter comprovação científica, e eu não confio nada nesses tipos de previsões, podemos pular a parte menos interessante, e ir pra única que faz algum sentido, a personalidade de cada signo. Aliás, a personalidade do meu signo, no caso. Afinal, quem está aniversariando sou eu, o blog é meu, e descrições do meu signo são muito mais interessantes que as demais. *E descrevem traços fortes de egocentrismo, o que justifica as palavras egoístas da última frase.  =)

Enfim, vou postar aqui agora um texto gigante (sim, reclamações e preguiças expressadas via telefone e msn não foram suficientes para me fazer desistir de textos longos, que ng termina de ler ou comenta depois de ter lido algumas poucas linhas. rs.) que encontrei em um dos milhares de sites (grande parte das informações foram tiradas do portalsaofrancisco.com.br), que falam sobre o assunto. De maneira geral todos falam as mesmas coisa, apenas com palavras ou floreios diferentes e maior ou menor concisão.
Por incrível que pareça, como eu já disse, a maioria destas descrições combina com minha personalidade, e até os defeitos eu deixei, pra pararem com essa mania de dizer que leonino não é humilde! huahauhahau

Agora você, que está corajosamente lendo este texto até agora, pode escolher:
- Continue lendo e me conheça melhor (sorriso de vendedora);
- Não se interesse e ignore minha existência e vá para o blog de outra pessoa (sorrisinho amarelo);
- Passe horas e mais horas agradáveis em minha companhia, e me conheça de verdade. Melhor até do que o João Bidu! (sorriso de amizade).

A Personalidade do Leonino


Símbolo da Soberania.
"Eu busco a mim mesmo através do que gero"

2º Decanato (03/08 a 12/08)
Destaca-se pela autoconfiança e ambição; eleva-se por suas próprias forças e méritos.

Gênero: masculino.

Pedras: rubi, diamante e brilhante.

Estado mental: excesso de entusiasmo.

Domínios anatômicos: coração, circulação sangüínea e costas

Saúde: possui grande resistência às doenças físicas e mentais e elevado poder de recuperação. O coração é o órgão mais vulnerável a qualquer desequilíbrio.

Principal característica: generosidade.

Personalidade: liderança, oriunda de sua impressionante personalidade, coragem e ambição garantem ao leonino muito sucesso, pois, está mais atento aos seus méritos de que aos seus limites. Graças à influência do sol, é transparente em seus pensamentos sendo avesso aos subterfúgios.

Virtudes: autoconfiança e caráter progressista, vivacidade, sinceridade, proteção.

Defeitos: vaidade; extravagância; exibicionismo; egoísmo; autoritarismo.

Atividades: é companheiro no trabalho, porém, prefere comandar do que obedecer. Possui dom de oratória além de poder ser médico, atleta, artista ou militar.Você sempre se sairá melhor como líder que como subordinada. Este posicionamento lhe confere uma tendência a agir na surdina a maior parte do tempo. Você gosta de investigar, pesquisar e elucidar as coisas

O Beijo do Leonino
Os beijos são uma arma poderosa na hora de seduzir. Através deles, é possível expressar vários sentimentos.Quer que todos os seus beijos sejam mesmos inesquecíveis,por isso não mede esforços para que sejam perfeitos. Tem muita força e desejo na hora de beijar o seu companheiro(a). O leonino costuma ser intenso em tudo o que faz. Para ele, nada é morno, não existe meio-termo. No sexo, então, extrapola, vai fundo e se atira de cabeça, sem hesitar.

A Mulher Leonina
Mais provavelmente, ela será a líder social de seu grupo, governando as mulheres menos importantes como uma rainha, mas sempre com um sorriso tão caloroso e tão lindo nos lábios, que ninguém realmente se importará. Talvez as outras moças sintam que ela nasceu para dominar e ditar a moda, os costumes e as maneiras. De qualquer modo, não seria muito indicado tentar usurpar sua autoridade. Vale a pena lembrar que a mulher do signo de Leão é capaz de fazer uma tempestade e parecer tão meiga e inofensiva quanto um pote de geléia.
O primeiro passo a dar quando se corteja uma dessas moças é estar preparado com presentes. Não importa muito do que se trate, desde que sejam caros (ow, eu tb gosto dos baratos mas com alto valor emocional! hunf.), de bom gosto e que você esteja bem vestido quando os oferecer. Depois deve praticar vários modos diferentes de elogiá-la. Por favor seja original e criativo.
Tanto os termos vulgares quanto a gíria deixam-na fria como gelo. Muitas moças de Leão são atletas e gostam de esportes, mas você faria melhor levando sua leoa ao teatro do que ao estádio.
O palco e as luzes da ribalta jamais deixaram de atraí-la e transfigurá-la. Deixe-a ter sua carreira. Ela murchará no pé se for obrigada a ser apenas uma dona-de-casa.
São poucas as leoas que gostam de tratar de seus próprios cabelos. Elas preferem os cabeleireiros. Um xampu e um penteado fazem com que se sintam mimadas e sentir-se mimado é algo que representa muito para todo Leão. Os leões facilmente passam dos limites quando se trata de comprar roupas, enfeites para casa ou presentes para os amigos. Ela também será uma anfitriã soberba.
Ela não gosta de familiaridades com estranhos. Embora possa ser brincalhona e surpreendentemente informal com os íntimos, espera que os estranhos se mantenham em seus lugares. Não deixe que ela o supere - mas não procure refreá-la. A mulher do signo de Leão não poderá amá-lo se você não for forte.

A Criança Leonina
O pequeno leonino precisa aprender a equilibrar o amor por si próprio e o que é oferecido aos outros. Em geral tem auto-estima positiva; infelizmente, se for exagerada, pode tornar-se egoísta e arrogante.
Os leoninos são líderes naturais e apreciam ser admirados; para desempenharem melhor seu papel devem incorporar à sua personalidade um pouco de humildade.
Se não receber uma atenção amorosa na infância, pode tornar-se exibicionista irrefreável. É melhor estimulá-lo a participar de peças de teatro, ou qualquer outra forma produtiva de representação. Ele é muito dramático e tem talento.
As crianças de Leão sentem que tudo o que fazem é um reflexo delas mesmas; por essa razão se esforçam mais que a maioria das pessoas para fazer o melhor possível, sempre em busca da perfeição. Elas esperam que os outros façam o mesmo e se espantam quando alguém se sente feliz com menos. Por essa razão, têm dificuldade para delegar autoridade... Seu lema é: Se quiser alguma coisa bem-feita, faça você mesmo!Leão deve aprender que cada pessoa vê a perfeição de forma diferente.

O que irrita um Leonino (Hm, se algum desafeto meu vê isso... aiai)
Tente ensina-los alguma coisa da qual eles não entendam, e dê uma gozada no final, como se fossem completos ignorantes.
Ignore-os.
Esqueça o nome deles e pergunte "Qual é mesmo o seu nome?".
Em público, não os apresente às pessoas importantes.
Deboche do seu gosto, da sua elegância, da sua aparência.
Quando estiverem dramatizando uma situação, ria quando o caso for triste, e faça caretas quando contarem uma piada.
Quando ele (a) perguntar após a transa: "Foi bom para você? "responda "...mais ou menos".
Não preste atenção em nenhuma de suas histórias e depois diga "Desculpe, nem ouvi o que você estava falando".
Tire-os de cena, dizendo- "Depois você fala, tá? "

Leão e o Amor
Ardentes, fieis, apaixonados! Que maravilha! Mas, sendo muito sensíveis, se magoam facilmente, e não perdoam com facilidade. Esperam sempre muito do outro, que deverá constantemente elogiar suas qualidades, especialmente o seu desempenho, e escovar o seu frágil ego.
Leoninos são extremamente românticos e fazem questão de demonstrar isso, seja com presentes, gestos ou surpresas. Além disso, é fiel e defende com unhas e dentes o ser amado e, apesar de receber e gostar da atenção do sexo oposto, é leal e constante.


A inteligência em Leão
A vida, em Leão, funciona como uma peça teatral, um espetáculo, onde nada está fora das luzes e do foco. O ato de despejar a luz em algo - seja em uma pessoa, uma situação ou um lugar - e torná-lo brilhante, é uma capacidade da inteligência leonina. Nada para eles deve ser opaco, murcho e sem vida, mas enaltecido e especial.Os leoninos têm a capacidade de dar mais vida à vida, através do próprio entusiasmo que possuem e do dom de materializar em gestos o que há de mais criativo no mundo. São capazes de despejar elogios sobre alguém ou alguma coisa, deixando todos convencidos de que aquilo realmente é espetacular. A inteligência de Leão sabe valorizar e extrair o máximo de exuberância da vida.
Saber selecionar intuitivamente as pessoas, situações e circunstâncias que lhe favorecem e garantem um bom espaço para a individualidade é outro trunfo dos que têm o Sol em Leão. Tudo o que diminui, abafa e escurece o EU será inteligentemente excluído pela percepção dos leoninos. Eles procuram, intuitivamente, as pessoas e os lugares que o façam sentir-se bem consigo mesmo e rechaçam aquilo que ameaça sua auto-estima.
Leão tem a consciência de merecer o que há de melhor na vida, como se fosse um filho bem vindo deste mundo, podendo dirigir-se para o que há de bom dentro dele. Eles percebem sua vivência através da fartura, da beleza e da satisfação.
Apta a imprimir calor e amor a tudo que foca, a consciência leonina mantém o coração constantemente aquecido. Estas pessoas nos ensinam que sem o calor do coração pelas pessoas e atividades que compõem a existência, a vida corre, mas não pulsa. É isto que dá a eles um certo brilho especial e uma exuberância: o pulsar e a alegria de se estar vivo.

terça-feira, 3 de agosto de 2010

Hoje.

Hey, última noite de férias. É, foi muito bom enquanto durou.
Viajei, enfrentei chuva, mas tava com uma amiga e, tudo bem, foi divertido! rs. Fiquei em casa, dormi muito, assisti tv, vi meus avós, brinquei com minhas bb's, comi muito sucrilhos, fiquei mto tempo na internet depois de meses, li várias coisas, de úteis até as inúteis. Finalmente comecei a postar mais coisas nesse blog. Saí, fui a exposições, parques, lanchonetes, palestras e por aí vai. Conheci pessoas, dei risada, matei a saudade. E fiz o que mais estava precisando nos ultimos tempos, descansei. =]

Não tinha horários, compromissos, stress, coisas para resolver. Nada. E como o nada é entediante, e como é delicioso ficar a toa! Me propus a difícil tarefa de esquecer meus planos e preocupações, para descansar. Me obriguei até mesmo a não me preocupar com os planejamentos de férias que porventura não se concretizassem. Enfim, se a finalidade das férias é a tranquilidade não faria sentido eu, embora extremamente pragmática, metódica e ansiosa, perder esse momento de paz por qualquer coisa que seja. E deu certo por um bom tempo!

Passei quase 30 dias sem pensar em quase nada. No começo do mês relutei em me desligar de algumas coisas, mas como percebi que pensar e repensar certas situações não resolveriam meu problema, pude enfim me ausentar para as férias.No decorrer de duas semanas fiz o que citei no início do texto, e que me fizeram muito bem. Já no final do período foi difícil refrear a avalanche de coisas que vinham a minha mente. A volta ao trabalho, o início das aulas, os planos que tenho e ja estou colocando em prática, e principalmente os planos para os quais ainda não sei que rumo dar.
Sempre com sentimentos, vontades e dúvidas nesta cabecinha de vento. rs.

Agora é hora de arregaçar as mangas e seguir em frente. Encontrar soluções, obter resultados, enfrentar situações, pessoas etc. Encarar toda aquela magia envolvente e trágica da rotina, mas ela me faz bem, afinal 30 dias de férias dá uma sensação horrível de improdutividade. No fim do mês já estava melancólica, diria até que estava nostálgica!
No fim das contas estou ansiosa. Eu sei, não é novidade, estou sempre ansiosa. É muito complicado ter que esperar pelo futuro. Ter que encarar as mudanças, fazer escolhas, perder aqui para ganhar ali, e simplesmente esperar a hora das coisas, o momento certo. Uffs.
Mas tudo bem *respira fundo*, esperarei. Talvez não pacientemente, mas esperarei... Eei, tudo a seu tempo! Já entendi. huahuaha.

Hora de parar de escrever. Hora do chocolate quente ~*