terça-feira, 3 de agosto de 2010

Hoje.

Hey, última noite de férias. É, foi muito bom enquanto durou.
Viajei, enfrentei chuva, mas tava com uma amiga e, tudo bem, foi divertido! rs. Fiquei em casa, dormi muito, assisti tv, vi meus avós, brinquei com minhas bb's, comi muito sucrilhos, fiquei mto tempo na internet depois de meses, li várias coisas, de úteis até as inúteis. Finalmente comecei a postar mais coisas nesse blog. Saí, fui a exposições, parques, lanchonetes, palestras e por aí vai. Conheci pessoas, dei risada, matei a saudade. E fiz o que mais estava precisando nos ultimos tempos, descansei. =]

Não tinha horários, compromissos, stress, coisas para resolver. Nada. E como o nada é entediante, e como é delicioso ficar a toa! Me propus a difícil tarefa de esquecer meus planos e preocupações, para descansar. Me obriguei até mesmo a não me preocupar com os planejamentos de férias que porventura não se concretizassem. Enfim, se a finalidade das férias é a tranquilidade não faria sentido eu, embora extremamente pragmática, metódica e ansiosa, perder esse momento de paz por qualquer coisa que seja. E deu certo por um bom tempo!

Passei quase 30 dias sem pensar em quase nada. No começo do mês relutei em me desligar de algumas coisas, mas como percebi que pensar e repensar certas situações não resolveriam meu problema, pude enfim me ausentar para as férias.No decorrer de duas semanas fiz o que citei no início do texto, e que me fizeram muito bem. Já no final do período foi difícil refrear a avalanche de coisas que vinham a minha mente. A volta ao trabalho, o início das aulas, os planos que tenho e ja estou colocando em prática, e principalmente os planos para os quais ainda não sei que rumo dar.
Sempre com sentimentos, vontades e dúvidas nesta cabecinha de vento. rs.

Agora é hora de arregaçar as mangas e seguir em frente. Encontrar soluções, obter resultados, enfrentar situações, pessoas etc. Encarar toda aquela magia envolvente e trágica da rotina, mas ela me faz bem, afinal 30 dias de férias dá uma sensação horrível de improdutividade. No fim do mês já estava melancólica, diria até que estava nostálgica!
No fim das contas estou ansiosa. Eu sei, não é novidade, estou sempre ansiosa. É muito complicado ter que esperar pelo futuro. Ter que encarar as mudanças, fazer escolhas, perder aqui para ganhar ali, e simplesmente esperar a hora das coisas, o momento certo. Uffs.
Mas tudo bem *respira fundo*, esperarei. Talvez não pacientemente, mas esperarei... Eei, tudo a seu tempo! Já entendi. huahuaha.

Hora de parar de escrever. Hora do chocolate quente ~*

Nenhum comentário: