terça-feira, 6 de julho de 2010

Expectativas.

"Eu escrevo sem esperança de que o que eu escrevo altere qualquer coisa. Não altera em nada... Porque no fundo a gente não está querendo alterar as coisas. A gente está querendo desabrochar de um modo ou de outro..."

Clarice Lispector.

~ ~ ~

Sempre me surpreendo quando alguém, quem nem mesmo me conhece, consegue compreender o que habita no lugar mais escondido e inconsciente da minha mente. E habita tão sutilmente, que nem mesmo eu, ou qualquer um ao meu redor, conseguiria decifrar.

Nenhum comentário: